sábado, 15 de dezembro de 2012

Massacre de Newtown



 
Interessante ver que normalmente os jornalistas conseguem manter aquilo a que tecnicamente se chama "distanciamento psicológico" mas, no final, desta entrevista a reacção de um dos jornalistas com mais experiência e competência dos EUA é impressionante, a forma como se acaba literalmente por envolver e abraçar pela objecto da notícia e da entrevista que estava a realizar...

2 comentários:

O faroleiro disse...

de certeza que isso não podia acontecer com a maioria do(a)s jornalistas portguese(a)s sempre à procura de sangue e humilhação, sem o mais pequeno respeito pela dignidade humana

MRC disse...

Infelizmente isso é bem verdade. Mas a pressão das redacções também não ajuda a que sejam diferentes.
Abraço, obrigado pela visita e pelos 2 comentários