domingo, 12 de dezembro de 2010

Aconteceu à porta da clinica dos Arcos

Tenho de partilhar com vocês o que hoje de manhã as minhas amigas M., A. e eu presenciámos na porta da clínica abortista dos Arcos.
Estávamos a acabar de chegar quando vimos um homem jovem a sair da clínica sozinho, o que aliás é um cenário habitual, saem sozinhos enquanto o bebé está a ser abortado e ficam cá fora a segurar a mala da companheira.

Só que este rapaz vinha lavado em lágrimas a soluçar,e fomos imediatamente falar com ele. Contou-nos ,desfeito, que a sua namorada estava lá dentro a abortar o filho de ambos, que ele queria muito ter esse filho, que tinha passado a semana a pedir-lhe que não abortasse, que ele iria cuidar muito bem da criança, mas ela era muito teimosa e não ia mudar de ideias. Ela já tem duas filhas de outro homem que está preso, e tinha acabado de ficar desempregada, e não havia nada que a demovesse.
Tanbém dizia que depois disto, com a morte do filho achava que não ia conseguir continuar com ela

Fomos-lhe dizendo aquilo que o Espirito Santo nos ia inspirando, que ainda estava a tempo de salvar o seu filho, que o filho também era dele e que só ele podia salvá.lo, que mesmo que estivesse na marquesa ele ainda podia impedi-la etc etc.

Ele disse que já não entrava alí, mas de repente pegou no telemóvel e ligou para ela, e ela ainda atendeu (ainda não estava anestesiada) disse-lhe "por favor não faças isso" e mais outras coisas que não ouvimos, e passados uns minutos ainda ele não tinha desligado o telefone vemo-lo com um olhar de grande felicidade a dizer o nome dela, era ela que estava a sair da clínica, vestindo apressadamente o casaco, veio a correr ter com ele e abraçaram-se apaixonadamente. DESISTIU! veio-se embora depois de já ir a caminho do bloco operatório.

Ainda por cima tanto ele como ela lindíssimos parecia mesmo um filme com actores à seria.

Eles os dois choravam felizes e nós as três lavadas em lágrimas também, sabem lá a nossa figura tipo "ai que coisa tão bonita", aquilo foi mesmo um quadro...

A rapariga tem óptimo aspecto e precisa dum emprego preferencialmente na zona de Santarem onde mora. Tem tambem como ele 31 anos, e 14 de experiência em estética, mas se não puder trabalhar neste ramo está disposta a qualquer coisa compatível com a sua gravidez. Tem o 9º ano completo.

Por favor se alguem souber de algo mandem-me para este mail a resposta. Ela está grávida de 6 semanas, embora tenha desistido, quanto antes a ajudarmos melhor, pois ainda está a tempo de mudar de ideias.


Muito obrigada por terem lido este e-mail
Com toda a Amizade

PPC

8 comentários:

Cátia disse...

Mas que disparate tão pegado...quando se vai para o bloco não se pode levar objectos pessoais, logo telemóvel nunca teria e mesmo que o tivesse nessa zona não há rede...

Usias disse...

Falará quem sabe do que fala.
Quantos abortos é que já fez, Cátia, conte lá.

Cátia disse...

Nenhum e nem sequer sou a favor, votei contra no referendo esteja descansado/a mas sou enfermeira e sei bem como funciona um bloco operatório.

Anónimo disse...

O tom da agressividade do Usias reflecte bem a posicao daqueles que sob a justificacao da vida cometem as maiores atrocidades. Pôr um filho no mundo é direito absoluto de qualquer mulher. Conheço algumas pessoas que deram a cara contra a despenalizacao do aborto que elas próprias em certas circunstâncias da vida já os tinham cometido.

Ana Tavares disse...

O maior problema não é se somos a favor ou contra,o que acontece é que no século XXI ainda à quem chegue a esta situação,com tanta variedade de contraceptivos...

Ana Tavares disse...

O maior problema não é se somos a favor ou contra,o que acontece é que no século XXI ainda à quem chegue a esta situação,com tanta variedade de contraceptivos...

Lenni Vinnhot disse...

Eu fui convidada a trabalhar como aux de acção médica eu agora estou com o coração partido será que vou aguentar vê pessoas tirando a vida dos inocentes??��☹️

Miguel disse...

Olá Lenni. Por lei tem direito de objecção de consciência. O problema é saber se a entidade patronal aceita..